Leilões para “limpar” pátios de delegacias arrecadaram R$ 7 milhões

Certames são coordenados pela Comissão de Alienação de Bens Apreendidos em Ações Penais da Justiça Estadual

Os leilões de veículos apreendidos e colocados à disposição da Justiça Comum já arrecadaram R$ 7 milhões somente neste ano em Mato Grosso do Sul. Ao todo foram realizados 30 eventos envolvendo mil veículos e sucatas, de acordo com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. A medida também ajuda a “limpar” os pátios de delegacias da Capital e do interior.

Os valores praticamente são os mesmos de todo o ano passado, quando foram arrecadados R$ 7,3 milhões em 17 leilões.

Os leilões são coordenados pela Comissão de Alienação de Bens Apreendidos em Ações Penais da Justiça Estadual, presidida pelo juiz auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça, Fernando Paes de Campos. O magistrado explica que são alienados os bens apreendidos em processos criminais, principalmente carros, motocicletas e caminhões que estavam depositados em pátios da Polícia Civil e do Poder Judiciário.

“A lotação dos pátios já foi um problema muito grande, mas hoje esse problema diminuiu consideravelmente. Os leiloeiros credenciados na Corregedoria-Geral de Justiça, na medida em que as demandas chegam pelos juízes ou pelos delegados e isto tem sido feito e com muita intensidade”, disse Paes de Campos.

Nesta terça-feira o Campo Grande News publicou que o pátio da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) está lotado de veículos, alvos de furtos e roubos. O delegado Bruno Urban aponta que 1.264 veículos estão estacionados no local.

Segundo ele, os policiais tentam localizar os proprietários, mas muitos mudam de endereço e celular e não comunicam a delegacia. Para desobstruir o local, a delegacia também aposta na parceria com o TJMS.

Pin It

Comentários estão encerrados.