Justiça declara João Marques Amaral vencedor do torneio de pesca 1º Sidro- Pesc 2015

Justiça declara João Marques Amaral vencedor do torneio de pesca 1º Sidro- Pesc 2015, determinando que Prefeitura de Sidrolândia entregue Barco e premiação do 1º Sidro-Pesc 2015,e pague danos Morais a João Marques do Aamaral.

Após três anos Justiça de Sidrolândia determina ganhador do 1º Sidro-Pesc 2015, e manda Prefeitura entregar o Barco e premiação ao Ganhador João Marques Amaral, além de dar a classificação como Primeiro Ganhador do Sidro-Pesc ocorrido em 25 de outubro de 2015.

No dia o evento o prêmio seria entregue para quem pescasse o peixe mais pesado, ou maior quantidade de peixes em Peso.

Após o ganhador pescar e ter seu peixe pesado pela organização que o declarou ganhador Sr. João Marques do Amaral, o mesmo foi até sua residência buscar o carro para levar seu barco e sua premiação, ao retornar ao parque do Vacaria, local do evento, João levou um susto o barco foi retirado do local pela equipe organizadora.

Perguntado o que teria acontecido porque a organização não o entregaria seu barco, ninguém o respondia, após muitas perguntas e indagações   apareceu o atual vereador Adilson Brito, na época um dos organizadores do evento informou que, um concorrente alegou que João esteve no evento na parte da manhã, e por este motivo o mesmo não poderia receber seu prêmio, (Barco).

Após vários dias João Amaral ficou sabendo que o Barco e a premiação teria sido entregue para outro pescador.

Não restando outra alternativa João Amaral entrou com uma ação judicial de número 0801877-69.2015.8.12.0045 na 1º Vara do Fórum de Sidrolândia no dia 01/12/2015 em busca de seus direitos, chegando ao julgamento no dia 09 de agosto de 2018, aonde o juiz Substituto Dr. Atílio César de Oliveira Júnior, julgou procedente o pedido e o direito de João Amaral reconhecendo assim ganhador do 1º Sidro-Pesc 2015.

Em entrevista exclusiva ao nosso site www.sidrolandiaagora.com.br João Amaral informou que teve seu nome exposto em sites de notícias da cidade, sendo chamado de fraudador.

“ Jamais eu precisaria burlar um evento na minha cidade, ou envergonhar minha Família, nunca fiz nada errado, fui participar como todos que lá estavam, pesquei o peixe maior o mais pesado, no horário da tarde dentro do que me escrevi para participar, não fiz nada errado, após minha família ver meu nome exposto. Assim não me restou outra alternativa a não ser procurar meus direitos, hoje sei que a justiça chegou, sei também que estava certo não fiz nada errado e jamais faria temos que confiar na justiça se tivermos razão a justiça não nos desampara ‘’falou João muito emocionado ao saber da decisão judicial”.

Veja abaixo a decisão julgada pelo Juiz de Sidrolândia.

Que o Requerente seja reconhecido como vencedor do evento noticiado, Sidro-Pesc. 2015; obrigar o Requerido, (prefeitura) para que cumpra a obrigação assumida em regulamento, entregando ao Requerente (João) a premiação pertinente a sua classificação (1º lugar), no caso o “BARCO MODELO NAPOLI SEMI CHATA”, obrigação esta que deverá ser condicionado um prazo de máximo de 5 (cinco) dias para o cumprimento,  sob pena de multa diária fixada pelo Juízo.

Pin It

Comentários estão encerrados.