Com 52,12% de eleitoras, MS não elege nenhuma mulher para a Assembleia Legislativa

Antes, bancada contava com 3 parlamentares Mulheres.

Dos 24 deputados estaduais eleitos neste domingo (7), nenhuma mulher vai representar a população na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Em 2014, três mulheres foram eleitas. Delas, apenas Mara Caseiro (PSDB) disputava a reeleição.

Atualmente, o TSE contabiliza que as mulheres representam 52,12% do eleitorado de Mato Grosso do Sul, enquanto os homens somam 47,87%. Nas últimas eleições, elas eram 51,68% dos eleitores.

Antonieta Amorim (MDB) e Grazielle Machado (PSD) não concorreram neste ano. Dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deste ano apontavam que a cada dez registros de candidaturas, apenas três eram de mulheres.

A proporção de 30,7% não evoluiu desde as últimas eleições presidenciais, em 2014, em que 31,1% dos candidatos eram mulheres, e continua abaixo da média da população brasileira. No país, a cada 10 pessoas, 5 são do sexo feminino.

Desde 1997, a lei eleitoral exige que os partidos e as coligações respeitem a cota mínima de 30% de mulheres na lista de candidatos para o Senado, Câmara Federal, Assembleia Legislativa e Câmara Municipal.

Eleitos – No topo do ranking estão dois nomes do PSL. O mais votado foi Capitão Contar, com 78.390 mil votos (6,11%), seguido por Coronel David, com 45.903 votos (3,58%).

Em terceiro aparece Jamilson Name (PDT), com 33.870 votos (2,64%), seguido por Renato Câmara (MDB), com 33.291 (2,59%), Onevan de Matos (PSDB), com 30.813 (2,40%) e Zé Teixeira (DEM), com 30.788 (2,40%).

Foram reeleitos Lídio Lopes (Patriota), com 27.877 (2,17%), Paulo Corrêa (PSDB), com 27.664 (2,16%), Felipe Orro (PSDB), com 27.661 (2,16%) e Barbosinha, com 27.492 votos (2,14%).

Em 11º aparece o ex-deputado federal Marçal Filho (PSDB), com 25.437 (1,98%), Professor Rinaldo (PSDB), reeleito com 24.593 (1,92%). Dois emedebistas também foram reeleitos, Marcio Fernandes, com 23.296 (1,82%) e Eduardo Rocha com 22.347 (1,74%).

Dois petistas também aparecem em seguida, reeleitos, Cabo Almi, com 21.121 (1,65%), e Pedro Kemp, com 20.969 (1,63%). Retorna à Assembleia Londres Machado (PSD), com 20.782 (1,62%).

Neno Razuk (PTB) também foi eleito, com 19.472 votos (1,52%). Herculano Borges (SD) foi reeleito com 17.731 (1,38%), Gerson Claro (PP), com 16.374 (1,28%), Antônio Vaz (PRB), com 16.224 (1,26%), Evander Vendramini (PP), com 12.627 (0,98%), Lucas do Amor Sem Fim (SD), com 12.391 (0,97%), e, fecha a lista, João Henrique (PR), com 11.010 (0,86%).

Pin It