Feira Central comemora cinco anos com baixa de 60 feirantes em dois nos por falta de incentivo da administração Municipal.

A feira central inaugurada em 13, de julho de 2013 na administração Ari Basso em Sidrolândia,  hoje os comerciantes reclamam da falta de apoio da atual administração para com os feirantes.

Muitos espaços vazios pontos abandonados por ex. feirantes, e a população já não participa das noites de Sábado na feira.

O Prefeito Marcelo Ascoli   mandou a banda Municipal abrilhantar os cinco anos da feira, e os produtores fizeram doações de cestas de alimentos para clientes  como forma de agradecimento e apoio aos produtores da feira que insistentemente todos os sábados estão trabalhando  neste local.

A Feira central de Sidrolândia foi inaugurada pela Prefeitura Municipal de Sidrolândia na administração Ari Basso, com parcerias da Agraer, Banco do Brasil entre outras entidades no dia 13 de julho de 2013.

O Projeto da Feira Livre Central surgiu a partir de uma indicação da Vereadora Vilma Felini (PSDB) que contou com o apoio de todos os Vereadores da Câmara Municipal de Sidrolândia, e era uma reivindicação antiga dos pequenos produtores e da população do município.

Hoje a Feira por falta de incentivos da atual administração já teve aproximadamente 60, feirantes que desistiram de trabalhar na feira.

Nossa reportagem esteve na feira entrevistando os feirantes e todos reclamaram muito  que já não tem mais as barracas que receberam em parceria com o banco do Brasil, todas ficaram velhas e desgastadas e não tem mais como trazer suas barracas para Sidrolândia para expor as mercadorias.

Vários comerciantes expõem suas mercadorias e cima de bancos ou lonas, não tendo como investir por causa do pouco movimento nas vendas, alguns feirantes culpam a crise outros o município que não apoia os feirantes.

A feira não e divulgada reclamou um produtor ”nós estamos no assentamento não temos como fazer propaganda da nossa feira, e não temos a quem reclamar, hoje e aniversario da feira cinco anos, não temos nenhum atrativo que chamasse a população para feira no dia de hoje, cada sábado que viemos aqui sentimos a falta de um feirante que desiste, isso para nós não e bom, temos muitos  assentamentos e muitos produtores da agricultura familiar que  estão produzindo mas esta inviável trazer mercadorias e ser feirante, o combustível leva boa parte do nosso lucro, se continuar assim está difícil trabalhar’’ falou um feirante a nossa reportagem’.

Pin It

Comentários estão encerrados.